Segunda-feira, 5 de Fevereiro de 2007

SOU PELO SIM!!!

Digam lá o que disserem, eu sou e serei pelo sim.

Acho uma hipocrisia os nossos governantes não quererem mudar a lei, e porem mais uma vez a batata quente nas nossas mãos. Em vez de eles fazerem o papel que lhes compete, governar, não!! Perdem tempo e dinheiro a fazer consultas pela segunda vez ao povo. Espero, no entanto que desta vez haja maior mobilização de todos, para finalmente mudar uma lei retrógada, castradora e severamente penalizadora.

Mulheres, unam-se, pois querem por as mãos nos vossos úteros e decidir por vós quando e quantas vezes têm filhos - supostamente, essa decisão não cabe a vocês, mas sim a uma minoria dita conservadora.

No meu ponto de vista, se a lei actual se mantiver, ou seja, se o Não for maioritário, a realidade não se vai alterar, ou seja, oa abortos clandestinos vão continuar a realizar-se, as mulheres vão continuar a sofrer represálias por abortarem, vão continuar a ver os seus cadastros manchados, e principalmente, vão continuar a sofrer por abortarem em lugares sem condições por pessoas mal formadas, e vão continuar a ir a Espanha.

Se o Sim ganhar, neste caso a realidade será esta: o número de abortos manter-se-á, as conplicações associadas a abortos clandestinos desaparcerão, as mulheres não mais serão acusadas de usufruirem do seu próprio útero, irá haver mais informação, mais consultas de planeamento familiar para acompanhar as grávidas que pretendam abortar.

Creio que nenhuma mulher faz um aborto de consciência tranquila. Por dentro pesa uma enorme dor, um enorme sentido de responsabilidade pela decisão que se está a tomar. São imúmeras as razões que podem levar uma mulher a decidir abortar, desde a falta de maturidade, falta de consições monetárias, ausência de união familiar. E porque, muitas vezes a decisao de abortar não vem só do lado da mulher.

Sou pelo sim, também porque sou pelas gravidezes desejadas (não necessariamente planeadas, mas verdadeiramente desejadas).

Esta é a minha opinião, mas muito mais haveria para ser dito. Este assunto não se esclarece em meia dúzia de parágrafos.


escrito por Sissi às 20:26
| Comentar | favorito
|
1 comentário:
De juanolla a 6 de Fevereiro de 2007 às 03:23
eu tb
podia desfiar aqui uma série de argumentos, mas fico-me por aquela estranheza que é partilhar o mesmo planeta com os que defendem o não


comentar posta

.As miúdas TriOeiras.com

.pesquisar

 

.Fevereiro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
24
25
26
27
28


.postas recentes

. restart

. Semanas

. Teste de natação

. Rentrée

. Sissi, o regresso...

. Era uma vez uma fábula...

. pré- Masters Cup individu...

. Exercicios de técnica de ...

. Perfil de uma triatleta a...

. Choveram cães e gatos!

.canal estória

. Fevereiro 2009

. Dezembro 2007

. Abril 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

.saltos no hiperespaço

. fotos cintilantes

blogs SAPO

.subscrever feeds